Conciliação e Mediação no Novo CPC

Compartilhe isso

Conciliação e mediação no Novo CPC

8883039431_1097190a4b_o-785x380

O Novo Código de Processo Civil deixa claro o que já era evidente para a doutrina: o juiz pode e deve sempre indicar para as partes soluções consensuais de solução de conflitos. Conciliação e Mediação,

Trata-se de norma-diretriz tanto para as políticas públicas do Estado (NCPC, arts. 3º, §2º, 165 e 174), como para os magistrados, advogados, defensores públicos e membros do Ministério Público (arts. 3º, §3º e 359).

Em resumo: todos devem buscar, primeiro, a solução consensual do conflito. Relembrando a frase de Washington de Barros Monteiro: “mais vale um mau acordo que uma boa demanda (melhor est certa pax quam sperata victoria). Ou, como dizem os italianos, ‘è meglio um magro accordo che una grassa sentenza’.” (Curso de direito civil, V. 5, p. 395).

Tradicionalmente, sempre se entendeu que o juiz poderia e deveria propor que as partes entrassem num acordo na audiência, ou em qualquer momento do processo que estimasse oportuno. Mas agora o legislador vai mais longe: se a petição inicial preencher os requisitos essenciais e não for o caso de improcedência liminar do pedido, o juiz deverá designar audiência de conciliação ou de mediação com antecedência mínima de 30 dias, devendo ser citado o réu com pelo menos 20 dias de antecedência (NCPC, art. 334).

Há norma legal expressa no sentido de que a “autocomposição judicial pode envolver sujeito estranho ao processo e versar sobre relação jurídica que não tenha sido deduzida em juízo” (art. 515, §2º). Em outras palavras, é dizer que o acordo judicial, ao qual as partes eventualmente venham a chegar no curso de uma demanda, pode abranger pontos que não estavam originariamente deduzidos – nem na petição inicial, nem na contestação – e pode também envolver pessoas diferentes das partes – terceiros.

Curso Online de Atualização Sobre o Novo CPC

Atualize-se com o Curso de Atualização do Novo CPC com o Instituto de Direito Contemporâneo. Um Curso com os melhores processualistas do Brasil, inclusive membros que fizeram parte da comissão.

Curso de Atualização sobre o Novo Código de Processo Civil (CPC) com 60 aulas divididas em 4 módulos de 15 aulas. No curso você vai encontrar nomes como: Arruda Alvim, Bruno Garcia Redondo, Clayton Maranhão, Daniel Mitidiero, Eduardo Talamini, Hermes Zanetti Jr., Humberto Dalla, José Manzano Oliani, Leonardo Ribeiro, Luiz Guilherme Marinoni, Luiz Rodrigues Wambier, Marcos Cavalcanti, Nelson Luiz Pinto, Paulo Osternack, Rogéria Dotti, Ronaldo Cramer, Stela Maciel, Teresa Arruda Alvim Wambier e muitos outros nomes do Direito Processual Civil.

Além das aulas você recebe, certificado digital com 60 horas aula, todos os áudios das palestras em formato .mp3, acesso a uma comunidade fechada no Facebook com monitoria, material de apoio de cada aula, 20 aulas do 1º e 2º encontro de Processualistas. clique aqui e saiba mais

Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliaçã

banner300x250 petições contra planos de saude pbcd petições civis publicidade KIT AÇÕES REVISIONAIS BANCARIAS PROP KIT DIREITO DO CONSUMIDOR

o e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,Conciliação e Mediação,

Você também pode se interessar por :

Compartilhe isso